domingo, setembro 26, 2021
Início Saúde Cadê os 8,6 bi que estavam aqui?

Cadê os 8,6 bi que estavam aqui?

Coronavírus em Rondônia: 159.484 casos confirmados, 3.180 óbitos e 141.272 pacientes curados

 

Com hospitais totalmente lotados há mais de 40 dias em Rondônia, a fila de pacientes com Covid aguardando leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) chegou a 136 pessoas na tarde desta terça-feira (9). A informação é da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

Neste dia 9, foram registrados 32 óbitos por Covid-19 em Rondônia, 10 em Ji-Paraná, sendo duas mulheres (54 e 55) e oito homens (65, 75, 62, 61, 76, 60, 69 e 74 anos); oito em Porto Velho, sendo quatro mulheres (53,67,54 e 78 anos) e quatro homens (78, 42, 69 e 58 anos); três em Cacoal, sendo um homem de 44 anos e duas mulheres (62 e 66); duas mulheres de Ariquemes (88 e 81 anos); duas mulheres de Vilhena (56 e 77 anos); dois em Alto Paraíso, sendo um homem de 78 anos e uma mulher de 63 anos de idade; uma mulher de 33 anos de Costa Marques; uma mulher de 78 anos de Nova União; uma mulher de 69 anos de Machadinho D’Oeste; um homem de 64 anos de Cacaulândia e um homem de 66 anos de Ouro Preto do Oeste.

Com mais de 100 pessoas doentes e esperando vaga em Unidade de Terapia Intensiva, algumas delas não estão mais resistindo às complicações do coronavírus.

Em Ariquemes (RO), a 200 quilômetros de Porto Velho, cinco pacientes morreram na UPA enquanto aguardavam vaga em UTI. Segundo a prefeitura, dois pacientes foram a óbito na segunda-feira e os outros três nesta terça-feira. Ao todo, a cidade tem 14 pessoas com Covid na fila de espera por UTI.

No dia 28 de fevereiro, através de suas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro divulgou os valores repassados para cada estado, recursos que deveriam ser destinados no combate à Covid-19 e em forma de Auxílio Emergencial.

Repasses do Governo Federal:

“Só em 2020, o governo federal repassou para o Estado de Rondônia cerca de R$ 8,6 bilhões. Esses valores correspondem a saúde e outros”.

“Em forma de Auxílio indiretos, como suspensão e renegociação de dívidas foram R$ 2,64 bilhões”.

 

O que ouve com os recursos repassados pelo governo Federal? Foram mais de 8 bilhões de reais do governo Federal para equipar os hospitais no combate a pandemia, no entanto, os casos dispararam e não há leitos disponíveis no Estado.

Recentemente, o Ministério Público Estadual (MP/RO), através do promotor de Justiça Geraldo Henrique Ramos Guimarães declarou que o Estado, gerido pelo governador Coronel Marcos Rocha, sem partido, avia “fraudado o número de vagas de UTI para evitar decreto de isolamento”.A denúncia foi publicada no maior portal de notícia do Brasil, UOL e reverberada por outros veículos de comunicação.

Ainda segundo indica o Painel Covid, 12 hospitais de Rondônia seguem com os leitos de UTIs 100% ocupados e isso faz a fila de pacientes aumentar.

As unidades de saúde com 100% de lotação são:

  1. Hospital Adamastor Teixeira de Oliveira – Vilhena
  2. Centro de Afecções Respiratórias – Ariquemes
  3. Hospital de Campanha Zona Leste – Porto Velho
  4. Hospital Cândido Rondon (HCR) – Ji-Paraná
  5. Hospital de Campanha- Porto Velho
  6. Hospital do Amor- Porto Velho
  7. SAMAR – Porto Velho
  8. Cemetron – Porto Velho
  9. Hospital Regional – São Francisco do Guaporé
  10. Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro (HB) – Porto Velho
  11. Hospital Urgência e Emergência (Heuro) – Cacoal
  12. Hospital Regional – Cacoal

Na tarde de domingo (7), o estado tinha 85 pacientes esperando por leito de UTI, e nesta segunda subiu para 116.

Macrorregiões

Em relação sobre as UTIs das macrorregiões, na tarde desta segunda-feira a situação era a seguinte:

  • A macrorregião I está com 97,3% das UTIs ocupadas
  • A macrorregião II tem 98,5% de ocupação de UTIs

Já quanto aos leitos clínicos (enfermarias), a situação também segue em alerta nas duas esferas:

  • A macrorregião I registra 82% dos leitos clínicos ocupados
  • A macrorregião II tem 71% de ocupação em todas enfermarias

Em entrevista à BandNews, o prefeito da capital, Hildon Chaves,  não explicou o que fez com os 163 milhões recebidos do Governo Federal, não conseguiu entregar um leito sequer e ampliar o sistema de saúde para uma nova onda da pandemia. Quando falta competência, encontra-se um culpado, sempre foi assim, principalmente para aqueles que não tem argumentos. Porto Velho está num caos!  

HILDON CULPA POVO DO AMAZONAS PELO AUMENTO DA COVID EM PVH. INCOMPETÊNCIA DE QUEM NÃO TEM JUSTIFICATIVA PARA SEUS ATOS FALHOS!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments