domingo, setembro 26, 2021
Início Covid Brasileiros podem viajar livremente a 6 países; em outros 109 há restrições

Brasileiros podem viajar livremente a 6 países; em outros 109 há restrições

Seis países estão com as fronteiras abertas para receber brasileiros, sem restrições, mesmo com a pandemia do coronavírus. E outras 108 nações liberaram o ingresso ao território desde que o viajante apresente resultado negativo para o teste PCR contra a covid-19 e/ou esteja vacinado — cada local tem uma exigência diferente.

Os dados são do Guia Travel Hacker, organizado pela Kayak. Na lista, a situação do Qatar ainda não foi atualizada e aparece como “fechado”. Na última segunda-feira (12), o país do Oriente Médio autorizou o ingresso de turistas brasileiros mas com exigência que estejam vacinados há pelo menos 14 dias e tenham feito ao menos um teste — com resultado negativo — para a doença.

Com Qatar, chega a 109 o número de países que autorizam o ingresso de brasileiros, desde que sejam atendidas algumas exigências. Outros 106 estão com as fronteiras fechadas. A relação muda a todo instante.

Os seis países abertos a brasileiros são: Albânia, Colômbia, Costa Rica, Ilhas Turks e Caicos, México, República Dominicana. No México, na Albânia e nas Ilhas Turks e Caicos não é necessário nem apresentar teste PCR negativo. Porém, os visitantes que chegarem às Ilhas Turks e Caicos estão sujeitos a exames médicos e quarentena por 14 dias à chegada.

Reino Unido é um dos países que aceitam entrada de brasileiros, desde que entreguem resultado negativo para PCR e fiquem em quarentena por 10 dias no país

Na Colômbia, as companhias aéreas podem permitir o embarque de viajantes que não tenham o teste, desde que declarem sob juramento que não puderam fazer o exame ou obter o resultado no prazo exigido. Nestes casos, o governo colombiano pode exigir testes e/ou isolamento de 14 dias na chegada ao país.

Já na Costa Rica, o resultado negativo do PCR não é exigido, mas os brasileiros precisam contratar um seguro de viagem obrigatório. A apólice deve cobrir no mínimo US$ 50.000 (equivalente a R$ 256.245,00) em despesas médicas, incluindo as do covid-19, e US$ 2.000 (R$ 10.249,00) com hospedagem.

Na República Dominicana o PCR negativo não é mais exigido, porém, os turistas precisam passar por um verificação de temperatura e teste de respiração rápida no desembarque. O exame é aleatório para 3% a 10% dos passageiros. Quem testar positivo ou apresentar sintomas da doença será isolado e atendido em locais autorizados.

E na volta? No retorno ao Brasil a partir desses seis países é necessário apresentar o PCR negativo que deve ser realizado em até 72 horas antes do embarque.

109 países abertos com restrições

Na lista dos 109 países abertos com restrições a brasileiros há algumas nações da Europa, como Reino Unido, Irlanda, Finlândia, Suécia e Suíça.

Na Suíça e no Reino Unido é permitido ainda a entrada de não vacinados. Porém, eles precisam apresentar teste PCR com resultado negativo, realizado nas últimas 72 horas, e ficar 10 dias em quarentena nesses países. Quem está totalmente vacinado tem passe livre.

Na Irlanda, o isolamento obrigatório é de 14 dias e ocorre em hotel pré-determinado, que deve ser reservado e pago antes da chegada. Já na Finlândia, não há exigência de quarentena, apenas o PCR.

Na lista há outros 14 países do leste europeu (Estônia, Bielorússia, Ucrânia, Moldávia, Macedônia do Norte, Sérvia, Montenegro, Bósnia e Herzegovina, Croácia, Eslovênia e Eslováquia).

Também constam países asiáticos como Japão, Filipinas, Tailândia, Arábia Saudita, Egito. Nas Américas constam Paraguai, Venezuela, Bolívia, Guiana, Equador, Panamá, Nicarágua, Honduras, El Salvador, Guatemala e Belize. No Caribe estão na lista “aberto com restrições” a brasileiros Cuba, Jamaica, Haiti, Porto Rico e Bahamas.

A lista completa pode ser conferida aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments